domingo, 9 de agosto de 2009

ENSAIO PARA MÃES E FILHOS



dedicado a mãe Jaimerinda Avelina Mendes


A mãe estava em pé no lugar reservado para o embarque de passageiros.
O filho estava dentro do ônibus, aguardando o momento da partida.
Ela o olhou, de onde estava, cravando o olhar lacrimoso dentro do seu.
Ele retribuiu o olhar e o sentimento, com lágrimas fartas correndo pela face.

Não houveram palavras, nem grandes discursos, entre ambos.
A retórica ficou esquecida nas gavetas da consciência...
Não havia necessidade...
Não havia necessidade...

As pessoas os olharam, alguns ternamente, outros com nítida sensibilidade; houve uma meia dúzia de patifes que simplesmente debochou, não entenderam, ou desprezaram a cena.

Eles não se importaram, nem com os sensíveis, nem com os canalhas que também respiram o podre ar deste mundo.
Para eles, e somente para eles, haviam somente seus sentimentos...

A mãe que ama seu filho.
O filho que ama sua mãe.

Deixem-nos mundo, deixem-nos!
Nesse momento nada mais se faz urgente,
Tudo é supérfluo quando se comparado ao amor de uma mãe e um filho.

... E quando o ônibus partiu, deixou uma mãe triste na rodoviária...

... E quando o ônibus partiu, levou um filho triste em suas entranhas...

Insensível ônibus...
Insensível vida...

... Um filho jamais deveria se separar de sua mãe...

8 comentários:

Lucretia disse...

Ou uma mãe nunca deveria se separar de seu filho...

Lindos esse texto! Lindo demais!
Como mãe eu entendendo perfeitamente o significado esssas palavras!

Obrigada pela visita ao meu blog.
Gosto muito dos seus cometários!

Aquele versos do final do poema são da minha pessoa especial e o título tb é um verso do mesmo poema.
Amei demais, assim como eu estou apaixonada por ele!

bjos

Jaquelyne A. Costa disse...

No final:
"Um flho jamais deveria se separar de sua mae."

Lindo!

Gilberto,
voce transmite uma sensibilidade incrivel e quase esquecida nos tempo de hoje...

Com grande beijo me despeço de ti...


Tua amiga,
Jaque.

HSLO disse...

Gostei muito do seu blog..parabéns,
vou te linkar aos meu favoritos.


abraços

Hugo de Oliveira

Maria das Graças disse...

É meu amigo Gilberto, as mães e filhos nunca deveriam se separar é verdade. É objetivo maior de uma mãe que o filho consiga independência e possa caminhar sozinho. Criamos filhos para o mundo. É o destino e missão de mãe.
Sou mãe meus filhos podem ir para bem longe se estão felizes, para mim é ótimo. Em pensamento sempre os terei presentes.

Lindo seu texto de grande sensibilidade!
Abraços

Mahria disse...

Chamou minha atenção, no dia dos pai um texto belissímo em homenagem ás mães.

A Vida jamais será a mesma, quando mãe e filho se separam...


Bjinhos!!!

Cris disse...

Um texto seu é algo para se guardar para sempre dentro do coração.

Que importa que o mundo julgue e não entenda os sentimentos, somos só e apenas aquilo que sentimos.

Feliz dia dos pais, para o filho que sabe ser pai da mãe e para as mães que sabem ser mãe e pai dos filhos.

Beijo no seu coração meu querido amigo!

Fatima disse...

Oi meu querido!
Que texto lindo Gilberto!
Espero que seu dia dos pais tenha sido bem legal.
Bjs.

Regina disse...

Querido amigo,

Despedidas são sempre muito dolorosas, principalmente das pessoas que amamos...

A vida nunca deveria separar as pessoas que se amam...

Enfim... coisas da vida!

Que você tenha tido um feliz dia!!

Beijos e boa semana!!