terça-feira, 24 de novembro de 2009

A GRANDE FACE DO MUNDO



Sinto um estranho ímpeto de correr
De encontro à grande face do mundo.
Quero sentir o mundo inteiro em minhas veias,
Quero senti-lo na primeira batida de coração
Que me foi percebida neste dia,
Quero tê-lo na derradeira,
Na ultima ribombada coronária
Que impulsiona um homem
Para o além,
Àquele exato momento onde
Verdade e homem se encontram
E tornam-se únicos!
Eu quero encarar esta cara cafajeste
Deste grande mundo inventado pelo homem.
Quero poder lhe dizer todas as verdades
Que tenho vontade de falar,
Quero subverter a sua ordem,
Quero subverter a minha própria ordem,
Quero quebrar os protocolos,
Essas correntes que me foram colocadas
Quando as minhas pernas
Ainda não eram fortes o suficiente
Para enfrentar este grande encontro.
Não existe rancor em meu coração,
Assim, não existirá em minhas palavras.
A verdade carrega esta magia,
A verdade não conhece rancores.
Os rancores se produzem com mentiras.
Não irei para este encontro
Com a grande face do mundo,
Vestido de mentiras e falsidades.
Serei eu... Eu.... Em toda a minha essência,
Assim como fui um dia,
Puro e descontaminado de civilização,
Envolto na poesia original
Que habita o coração do homem
Que ainda é criança!


Isso, isso é que eu serei
No dia do encontro
Com a grande face do mundo:


Serei criança novamente!

8 comentários:

Priscila Rôde disse...

Ser criança novamente, que dádiva!
Belissimo, Gilberto!
Obrigada pelos sinceros comentários lá no Mar - íntimo. Fiquei demasiadamente feliz com o que disse. É uma honra tê-lo como leitor assíduo! Lhe agradeço por mergulhar naquele Mar! rs

Um abraço!

*Mundo novo* disse...

Que belo texto
Gilberto...
Um Abraço !!

Fatima disse...

Se vc soubesse como sua presença é tão especial pra mim!
Obrigada por todo carinho meu amigo.
Bjs.

Cris França disse...

Gil,

Que texto lindo, tem a energia pulsante de um coração, renova-nos e nos leva além!

É maravilhoso, assim como tu o és!

Único e maravilhoso!

Um beijo meu querido!

ROSANA VENTURA disse...

Ai, ai, se eu pudesse voltar a ser criança...Dedicaria muito, mas muito mais tempo á pessoas que fizeram parte da minha infancia, e que hoje ja não fazem parte deste plano...

Maria José disse...

Gilberto. O seu texto é tão lindo!!! É mágico!!! Parabéns. Obrigada por sua visita ao meu blog. Você será sempre muito bem recebido. Beijos.

Irene Moreira disse...

Gilberto adorei... Como colocaste bem cada palavra, cada verso, cada sentido único... Todos temos o lado criança e voltar a ser criança seria uma realização... que saudades!!! Beijos

Regina disse...

Meu amigo, às vezes, neste mundo "doido" e, muitas vezes, cruel, a vontade de ser criança é o que predomina!...

Beijo!