sexta-feira, 25 de setembro de 2009

À MULHER QUE DORME...


Sei que agora tu dormes
Que sobre tua cama de
Lençóis brancos e perfumados
Depositas cansaço... E sonhos!
Será que sonhas comigo?
Eu pergunto à madrugada
Minha companheira de viagem...
Porque eu sonho contigo,
E de todos os sonhos, mon amour,
Sonho todos os sonhos
Mais belos para sonhar:
Sonho acordado contigo!
Percebas... Percebas o sopro do vento,
O toque da noite que agora
Invade teu quarto...
A cortina que baila sensualmente
Instigada por uma brisa que a toca,
A água que se agita no copo ao criado-mudo,
A luz que pisca seu olho por um instante,
O sopro arrepiante que te obriga
A puxar as cobertas ainda mais para si.
Sou eu, mon amour, sou eu...
... Sou eu no vento, na noite, em você!
Sei que não acordas
E, por gentileza, não o faças!
Durmas, mon amour, e sonhes!
Sou eu em seu devaneio...
Sou eu a sonhar contigo...
Você se mexe,
Desliza a tua mão delicada
Suavemente por todo teu corpo,
Da sua boca,
Escapa um sorriso lindo!
No palco dos teus sonhos,
O mais lindo entre todos os cenários
Eu faço amor contigo!

10 comentários:

Mari Amorim disse...

Gilberto,
Obrigada pelavisita,e que delicia de poema
Parabéns
Boas energias
Mari

Fatima disse...

Lindo, lindo, lindo!
Hoje estou toda feliz com vc lá em
casa.
Bjs.

Almerinda disse...

Olá Gilberto!

Maravilhosa a sua poesia! Adorei!!!

Forte abraço, poeta!

Sonia Schmorantz disse...

Belíssimo!
Um ótimo final de semana,
abraço

Cris França disse...

Maravilhoso este poema meu amigo, creio que quando o desejo toma conta de dois seres sejam assim mesmo, que um possa sentir o outro tocá-lo mesmo sem tê-lo presente.
Linda poesia como sempre! bjs

lindinha disse...

Linda poesia meu querido...
é fato que isso acontece qdo duas pessoas se amam!beijos...

Andrea B. disse...

Oi Gilberto, não conhecia este teu outro Blog, lindo poema...obrigada por sua visita no meu cantinho...:)

Tenho outro espaço, ainda no começo...é o Palavras Soltas:

http://soltandoasdepalavras.blogspot.com/

Bom final de semana pra ti

Mahria disse...

Blog mais do que merecido a se tornar um livro.
Poemas perfeitos. Li os últimos três de um fôlego só.
Esse fala de fazer amor imaginário.
Eu faço mto isso.
Faço amor com ele sempre. Imaginavelmente.
Sempre ao deitar ou ao amanhecer.

Bjinhos
Mah

versoesdemim disse...

eu consigo ficar extasiada lendo teu blog!

bjo!

Gorete . SoLua disse...

Merci beaucoup Gilberto! :)

As palavras vão desenrolando e embalando o sonho para a realidade! Adoreeeeeeeei!!!

Desejo-lhe um sábado transbordante de energias!!

ósculos