quarta-feira, 27 de maio de 2009

SONETO DE AMOR E SAUDADE


em (28/08/2007)

Lembrei-me de você por um instante,

Um lampejo, um breve instante no tempo,

Suficiente para saciar minha sede de você.

O amor deve ser maior que um momento!



Mas o que é o amor realmente?

As pessoas correm atrás de conceitos feitos,

Definições bem escritas e ajustadas.

Prefiro amar sempre desse meu jeito.



Não sei se é o jeito politicamente correto!

Não busco harmonizar-me com a sociedade,

Meu amor vai além do amar por vaidade.



Amo-te....simplesmente! E quando digo

Que amo-te em um momento de saudade,

Lembre-se! Esse instante é a eternidade!

11 comentários:

Fatima disse...

"Amo-te....simplesmente! E quando digo
Que amo-te em um momento de saudade,
Lembre-se! Esse instante é a eternidade"
Lindo Gilberto!
Como tudo que vc escreve.
Bjs.

lindinha disse...

Gil, meu querido...
que lindo!Como tudo que vem de ti!
Parabens, beijos...

Joana Francesa disse...

Gil...
Lindo... "lendo em lagrimas"...
estes escritos são parceiros de "intervalos" - um dos poemas publicados em meu blog...
É isso, infinitamente intenso, intensamente infinito, toda emoção que você põe em letras, versos e prosas, são mágicos os momentos meus por aqui.
Deixaste em mim, a sensação que ainda existem pessoas que acreditam no verdadeiro sentir.
Sim, vou assistir ao filme, em breve teceremos comentários.. obrigada pela indicação...
Deixo aqui beijos poeticos, cheiro de rosas...
Até breve amigo.
Tenha dias de paz!

Cris disse...

lindo texto e linda imagem...saudade é isso mesmo...um buraco na areia da praia que a gente fica inutilmente tentando encher com agua do mar...

um abraço meu amigo!

Sonia Schmorantz disse...

Muito obrigado pela visita e pelas palavras gentis, aproveitei também para ler um pouco dos teus poemas aqui, ganhaste mais uma seguidora.
Um abraço

Maria das Graças disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria das Graças disse...

Gilberto esse lindo soneto mexe com emoções.O nosso amar deve mesmo ser do nosso próprio jeito:imperfeito e inacabado como somos.

Tenho a convicção que existem momentos que são a própria eternidade, que se cravam em nossa alma com se sempre fizessem parte dela.

Parabéns,magnífica postagem!

Abraços.

Regina disse...

Querido amigo,

Bom dia!!

Tinha certeza que o poema agradaria!...

É lindo mesmo, de um romantismo ímpar...

Obrigada por ter postado!

Tenha um ótimo dia, fique bem...

Beijo!

Sonia Schmorantz disse...

Decore sua alma ,
da forma mais linda que souber,
com uma poesia que lhe toque o coração,
para que na sua mudez, seja feliz,
pois alma que é, será sempre sua,
sem que ninguém no mundo a tire de você.
(Eda Carneiro da Rocha)

Desejo a você um maravilhoso final de semana,
Com muita paz e carinho.

Sônia

G I L B E R T O disse...

REgininha

Aceite a (re)postagem de Soneto de amor e saudade como um presente para tí, minha querida!

Abraços!

Patricia disse...

Estou encantada com seu blog... Suas palavras são lindas! Parabéns!