domingo, 6 de dezembro de 2009

VALQUÍRIAS


Minha visão está turva.
Sinto a cabeça rodar maluca.
Na minha boca sinto um grito estranho e vermelho,
Minha pele queima e não há fogo.
Pergunto-me de minhas pernas.
O vento que me toca não traz alento.
Meu coração tímido é quase inaudível.
Ouço uma voz aveludada me chamando,
Possantes cascos de cavalos ribombam pelas nuvens...

(Então é assim que nascem os trovões?)

A voz se aproxima mais e mais,
A Valquíria vem me buscar...
Vejo seus cabelos negros e abundantes
Caírem sobre seus ombros,
As pernas longas e torneadas,
Os seios redondos e fartos,
Como és linda tu, Valquíria! Como és linda!
Ela estende-me a mão e levanta-me.
Não há mais dor, não há mais medo.
Monto na anca de seu alado cavalo branco e partimos.
Das nuvens te vejo...
Num delírio de morte, grito seu nome.
E abraçado a Valquíria sigo para Valhalla...

... Sem que você me ouça!




VALQUÍRIA: Na mitologia nórdica, as valquírias eram deidades menores, servas de Odin. As valquírias eram belas jovens mulheres louras de olhos azuis, que montadas em cavalos alados e armadas com elmos e lanças, sobrevoavam os campos de batalha escolhendo quais guerreiros, os mais bravos, recém-abatidos entrariam no Valhala. Elas o faziam por ordem e benefício de Odin, que precisava de muitos guerreiros corajosos para a batalha vindoura do Ragnarok. (Wikipédia)

VALHALA: na mitologia nórdica ou escandinava é o local onde os guerreiros vikings eram recebidos após terem morrido, com honra, em batalha. (Wikipédia)

6 comentários:

MARIA L. BÓZOLI disse...

Os ventos que as vezes tiram
algo que amamos, são os
mesmos que trazem algo que
aprendemos a amar...
Por isso não devemos chorar
pelo que nos foi tirado e sim,
aprender a amar o que nos foi
dado.Pois tudo aquilo que é
realmente nosso, nunca se vai
para sempre...

Bob Marley


Excelente semana prá ti..........Beijosssssss

Fatima disse...

Se o vento soprar de uma única direção, a árvore crescerá inclinada.
Provérbio Chinês

Ando com sodade do cê!
Muita mesmo.
Bjs.

Cris França disse...

Belo conto Einherjar. bjs e boa semana!

Glorinha Leão disse...

Amigo, como sempre, lindo e impactante!
Vc tem o dom da escrita!
Muito obrigada pelas palavras de carinho e consolo que escreveu lá no blog...graças a meus amigos queridos, como vc, pude passar por esses obstáculos sabendo que sou querida, e, agora, com muito mais força que antes!
Obrigada e um beijo

Manuela Freitas disse...

Gil,
Obrigada pelas tuas aparições no meu blogue, que são sempre surpreendes para mim!
Gostei da força desta poesia, do motivo de inspiração, cá dentro ouvi «a cavalgada das Valquírias» do Wagner, fantástico!?...
Beijos,
Manuela

Regina disse...

Querido amigo,

Para onde as "Valquírias" te levaram?!! Ou, para onde gostarias que te levassem?!!

Intenso, dramático!...

Beijos!!