sábado, 12 de dezembro de 2009

E POR QUERER-TE TANTO ASSIM...


Meu amor, minha vida,
Não espero muito de ti.
Não quero que espere mais de mim.
Que façamos um pacto então...
Pois nossas expectativas estão nos estragando...


Sejamos no alvorada, como anjos!
Sejamos no crepúsculo, dois demônios:
incubo, súcubo,
Que não conhecem quaisquer regras,
Que não possuem quaisquer outros desejos,
Que não seja buscar uma nova forma de amar!


E, se assim estivermos combinados,
Oscule meus lábios demoradamente.
Tomarei sua mão com carinho.
Tocarei seu coração com sentimento.
E no ocaso, sem acasos,
Tomarei seu corpo com volúpia.
Invadirei você com sofreguidão.
Conhecerás o melhor de mim!
Conhecerás o pior de mim!
Amor e ódio, pura energia, penetrando sua feminilidade!
Amor e ódio misturando-se sem fim!
Amor a mim por saber amar-te tanto assim...
Ódio a mim por só ter um coração para querer-te enfim...

21 comentários:

Glorinha Leão disse...

Sabedoria é saber conviver com os anjos e demônios que nos habitam...a mistura desses dois é que dá graça à vida.
Beijos

Glorinha Leão disse...

Gilberto, meu querido, seus comentários sempre me emocionam...de verdade!Um elogio vindo de vc, um escritor nato, me envaidecem e me deixam felicíssima.
Eu escrevo por pura necessidade..é vital pra mim, colocar no papel(e agora, na tela) tudo o que sinto e penso...vc já percebeu, por ser um homem especial, que sou pura emoção...até meio sem censura...às vezes escrevo coisas das quais depois me arrependo por me expor tanto...Exponho demais meus pensamentos, sentimentos de forma visceral...não acho isso muito bom, mas não consigo ser de outro jeito.
Te agradeço a generosidade e carinho imensos de seus comentários...quando os leio sinto que alguém se importa comigo, com meus pensamentos e emoções...poucos são os que conseguem passar isso com tanta verdade.
Beijo grande, amigo do coração.

Maria Flor! disse...

Quando o Amor nos assalta, aprendemos a viver com nossos anjos e demônios, com nossos sonhos as vezes inacabados...
Lindo...Lindo!
Muita Luz em suas inspirações.

Beijos da Flor.

.Lis disse...

Bonito Gilberto
Formas de amar , sem expectativas , "no ocaso, sem acasos"!
Gosto desse jeito forte dos seus versos.
meus abraços

Fatima disse...

Gilbertomeuzinho,
gostei muito, forte, intenso como todo amor deve ser.
Bjs.

Linda Simões disse...

Muito bonita a forma de amar que sabe ser anjo e demônio...Na medida certa!


Dois lados.Um amor.


Um beijo

Priscila Rôde disse...

Seus comentários são os melhores, sempre! Mas o que me deixou agora, foi um encanto que passou lá no mar - íntimo.. rsrs ! Nunca senti algo parecido. Você conseguiu decifrar algo que tanto sei, e não digo apenas , escrevo ou melhor, faço amor com as palavras (isto seu foi divino, saiba).
Lindo!
Receba o meu imenso e intenso agradecimento por tão belas palavras e por tão belo texto.


Um beijo e bons dias!

Manuela Freitas disse...

Realmente Gil, nós temos em nós anjos e demónios e as pessoas devem gostar de nós como somos...só assim o amor é verdadeiro e não uma farsa.
Tu arrasas-me quando vais ao meu blogue e deixas ficar lá os teus comentários tão elogiosos, fico toda entusiasmada, bem hajas!...
Beijocas,
Manuela

ROSANA VENTURA disse...

"Conhecerás o melhor de mim!
Conhecerás o pior de mim!"

ESTE É O GRANDE BARATO DO AMOR!!!!
Perfeito!!!!!

Sonia Schmorantz disse...

Não criar expectativas a respeito um do outro já é um bom começo, aceitar-se em cada momento, como anjo ou demônio, e tirar proveito disso.
um abraço e ótimo domingo

Cris França disse...

Que nenhum querer seja menor, do que o querer na totalidade e na intensidade de um sentimento.

beijos meus amigo.

Graça Pereira disse...

Maravilhoso poema, Gilberto! Assim como um estado de graça e de pecado,ao mesmo tempo...Não é assim o nosso ser?
Um beijão
Graça

Maria das Graças disse...

Que belo amor, paixão sentimentos que depertam o anjo e o demônio que vivem em nós. É por aí que mora a essência da vida.

Um grande abraço.

Maria das Graças disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Regina disse...

Sem expectativas... sem cobranças... Um amor sublime, ao mesmo tempo ardente... Todas as formas de amar...

Amor é simplesmente amar!!

Querido Gilberto, seus poemas nos inundam a alma... Impossível sair de "Nel mezzo del cammim" sem um sorriso nos lábios, sem nos sentirmos melhores...

Tenha uma feliz semana! Esteja sempre bem, meu anjo amigo!

Deficiente Ciente disse...

Fantástico como sempre, Gilberto!!
Quando transformará todos esses lindos textos em livro?? Estou na fila de espera, hein?

Abraços!
Vera

Maria Izabel Viégas disse...

"Amor a mim por saber amar-te tanto assim...
Ódio a mim por só ter um coração para querer-te enfim.."
Lindo lindo lindo!

Ah...o amor, temos que ter o amor puro que nos leva a Deua e à eternidade, o amor fraterno que nos remete às mãos do nossso semlhante. mas, ó corpo... os deuses nos fizeram de carne e de desejos.
Quando se ama, há uma mistura tão intensa, faz parte de nossas entranhas... não existe o como amar, sem esse dual louco!
E como seria bom ser dois, ser mil para mara o nosso amado de modo tão imenso assim!

Estou sempre por aqui(ando tão correndo ao mesmo tempo tão devagar)... mas tua poesia me alimenta a alma!

Beijoooos, lindo Gilberto, querido do meu coração!!

ROSANA VENTURA disse...

Amei este poema!
É a quarta vez que leio!!!

Ba. disse...

Amei o modo que lida com as palavras, o modo que as usa.

simplesmente amei.
muito bom. :*

[e obrigada pela visitinha rs]

Valéria disse...

Gilberto, amei te ler, amei a visita, amei o texto cheio de apetite! Ah, se tivessemos dois corações..

Volterei com certeza...BeijooO

António Rosa disse...

Caro Gilberto

Publiquei hoje no meu blog 'Cova do Urso' uma entrevista com a Cris França, do blog 'Canto de Contar Contos'. A uma pergunta minha, ela respondeu que este seu espaço é um dos que ela mais aprecia na blogoesfera.

Fica convidado a ler a entrevista e, se quiser, a deixar um comentário.

Aqui:

http://cova-do-urso.blogspot.com/2009/12/entrevista-cris-franca-do-canto-de.html

Abraço

António