segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

NOITES PARA SE FAZER POESIA


Numa dessas noites sem qualquer inspiração
Que quiseres fazer poesia...
Lembre-se sempre que
Poesia nunca pode ser feita assim...
De uma forma negligente e sem tempero.


A poesia sempre foi e é exuberante,
Está sempre vestida elegantemente,
Ela entrega o seu melhor e exige de todos nós o melhor.
Não se faz poesia com a mesma urgência
Que se bebe um copo d’água para matar a sede.
Poesia se faz saciado, satisfeito.
Ela gesta em você e escolhe sua hora de nascer,
Sem tempos prematuros, sem abortos.
A poesia é senhora de si.



Queres um conselho?
(Será que existem conselhos no que tange poesia?)


Estejas sempre pronto para ela.
Mantenha em você um estado permanente
De atenção, sejas sempre receptivo.
O embrião da poesia é a idéia,
Uma frase mágica que ansiosa
Escapa do todo e surge como um fragmento em voce.
Pegue-a!
Acaricie-a!
Puxe devagarzinho este trecho,
A ponta do novelo e, de repente,
Ei-la: poesia!


Numa dessas noites sem qualquer inspiração,
Que lhe assaltares a vontade de fazer poesia,
E a poesia não se lhe mostrar...
Aquiete-te!
Durma...
Ou saia de tua casa!


Há noites que foram feitas para outras coisas...
Não para poesia!!!


Ilustração:
  1. Quadro de Van Gogh, 1889, The Starry Night
  2. Quadro de Van Gogh, 1888, Starry Night over the Rhone

13 comentários:

Graça Pereira disse...

Depois de tudo, o melhor das nossas vidas, encontra-se no coração dos nossos amigos.
Um 2010 em GRANDE!
Um beijo
Graça

Cris França disse...

é um belo conselho...sem sombra de duvidas que é...beijos meu amigo!

Olavo disse...

O nosso caminho é feito
Pelos nossos próprios passos...
Mas a beleza da caminhada...
Depende dos que vão conosco!

Assim, neste NOVO ANO que se inicia
Possamos caminhar mais e mais juntos...
Em busca de um mundo melhor, cheio de PAZ,
SAUDE, COMPREENSÃO e MUITO AMOR.

Um ótimo 2010.

Olavo.

Priscila Rôde disse...

Faz dias que ela se ausentou, não a vejo há alguns dias. Eu gosto de esperar por ela, inconscientemente!

Um beijo enorme.

.Lis disse...

Estou em trânsito, mas venho deixar meu abraço de final de ano e volto depois para ler tão lindas poesias e esperar que me assalte as palavras... "ás favas o calar-se "!! rsrsrs
Um bom ano,Gilberto e desejo possa estar aqui, sempre, recebendo palavras que acalma e inquieta meu coração rs oferecidas pelo poetinha querido.
abraços

Glorinha Leão disse...

Com certeza, nem todo dia é dia de poetar...mas e quando as mãos tem vida própria e resolvem teclar, escrever, mesmo que a idéia não seja boa, ou a inspiração não tenha baixado dos céus? Devo obedecê-las nessa ânsia ou aquietá-las ocupando-as com outras coisas?
Que fazer, meu amigo, quando as mãos tem vida própria?
Beijos.

Teté disse...

Oiie gil ,achei interesanteessa frase 'O nosso caminho é feito
Pelos nossos próprios passos'
.
mais passei ,rapidinho para ler mais de suas postagens , gosteii muito ..aprendi mais um pouco e estou adorando isso .

bjos .
assi :teté '

Deficiente Ciente disse...

Querido amigo Gilberto,

Desejo a você nesse novo ano, muita saúde, sucesso, muitas amizades, felicidades e que você continue cada vez mais apaixonado pela vida!! E que nel mezzo del cammim continue encantador e inspirador!!

Abraços!
Vera

Regina disse...

Disse o mestre!! Todas as dicas, mais que anotadas!!

Minhas poesias (se é que se podem ser chamadas assim!), particularmente, nascem no silêncio da noite!

E elas, realmente, não podem ser tratadas com desdém, devem vir do fundo da alma e, somente se, a divina inspiração nos assaltar... caso contrário, não poderão ser chamadas de 'poesia'...

Querido amigo, poetas que conseguem captar a essência da poesia são raros... e me alegro por ser uma das privilegiadas em conhecer um destes poetas, que é você!!

Grata sempre por seu talento e por suas poesias que fascinam!

Beijo!

George Ruchlejmer disse...

Cara, show de bola a poesia, gostei bastante. Tem alguns versos que acho que, tirados deixam mais enxuta esta poesia, mas mesmo assim, muito boa.

Parabens!

Gisa disse...

Oi Gilberto querido.
Este fim de Ano foi meio corrido, mas gostaria de deixar um beijo e agradecer pela amizade vitural rsrsrs

Felicidades e muita luz para este ano que está chegando... e que os poemas aumentem a cada dia :)

Feliz 2010 !!
bjs

ROSANA VENTURA disse...

Ah Gilberto!!!!!!
Não poderia terminar 2010 sem te agradecer por tuas poesias concedidas a nós leitores, com muito amor, talento e carinho!
E claro, não poderia deixar de comentar teu post...ESCREVER lindamente como voce? Só pros raros!
Tenhas um 2010 iluminado ( ainda mais!), saude, paz, sucesso a voce e toda tua familia!
bjo

Valdecy Alves disse...

Parabéns pelo blog voltado para cultura. Leia minha poesia: CANTO AO CEARÁ, selecionada para coletânea do XII Prêmio Ideal Clube de Literatura. Obra lançada no dia 21 de janeiro de 2010. Leia, comente e divulgue. Veja também meu documentário, penúltima matéria do blog: Padim Ciço, Santo ou Coronel? Meu blog: www.valdecyalves.blogspot.com