domingo, 27 de dezembro de 2009

NEL MEZZO DEL CAMMIM




Por um tempo, breve até, acreditei-o uma janela por onde me debruçava para ficar observando o fantástico oceano virtual. Deixei de pensar assim, essa constatação reduzia nel mezzo del cammim.

Por outro tempo, breve até, acreditei-o uma porta por onde adentrava para encontrar com outras pessoas no mundo virtual. Deixei de pensar assim, essa idéia também simplificava nel mezzo del cammim.

Por outro tempo, breve até, acreditei-o uma nave espacial muito possante que me levava para outros universos (os amigos são universos!) virtuais. Ainda que fosse um pensamento com o qual flertasse, abandonei-o à própria sorte, ele também diminuía nel mezzo del cammim.

Hoje eu o vejo como algo além de mim. Ele sou eu, eu sou ele. Ambos misturados num único ente que possui vida própria. É este pensamento que me sustenta agora. Nel mezzo del cammim é um ser virtual que necessita de mim para alimentá-lo (com textos e poesias) e de voces todos que o visitam, para amá-lo – Todos necessitamos de amor!

Esta nova concepção pacificou-me porque ela é democrática e conciliadora. Ela não destrói as outras teses que a precedeu, pelo contrário, as incorpora e se utiliza delas para criar a personalidade própria do blog – Sim! Blogs tem personalidade e até uma alma.

E, por obséquio, não se limitem as aparências deste texto. Ele não é ufanista. Não busca a autopromoção, algo tão tolo. Observem, observem melhor, além, vejam o pulsar do coração desse texto, é o duplo coração de nel mezzo del cammim, uma batida formada pelo coração dele e o meu. Eu o entendo agora, sei o que ele é e o que pretende dizer com tanta veemência e paixão – nel mezzo del cammim vocifera que ama voces, nossos amigos e amigas todos! Um amor construído com a força de dois corações!!!



Ilustração: Banner original de nel mezzo del cammim, foto recolhida no site www.olhares.com, aliás, de onde vem boa parte das ilustrações aqui postadas.

9 comentários:

Vanessa Souza Moraes disse...

Então façamos para não ter remorso, rs.

Vanessa Souza Moraes disse...

Embora, acho difícil deixar as expectativas de lado...

Rubem Alvez é ótimo.

Obrigada, apareça sempre ;)

Baci mille.

Maria das Graças disse...

Gilberto, que lindo texto sobre as várias fazes e a concepção atual de seu blog que tem personalidade e alma, que não tem nada de virtual mas sim é muito real.

Adoro seu blog.

Um 2010 com muita luz,amor e paz,são os meus votos.

Um abraço afetuoso.

Glorinha Leão disse...

Gilberto, saber que me considera amiga é um motivo de alegria imensa!
Esse resumo que fez de seu blog, é o resumo que eu faria do meu...em cada fase, em cada momento, o sentimos de uma maneira, mas sempre, estamos nele e ele em nós..não há como separar obra e persona...mesmo ao contar uma estória, um conto, estamos lá, partes de nós vivenciaram ou imaginaram ou sentiram...e como não admitir que até quando inventamos algo, de alguma forma aquilo esteve em algum canto de nós mesmos ou por vivência ou por desejo de vivê-lo...
Eu tb sou imensamente grata à Cris por ter me dado a oportunidade, através de sua imensa generosidade, de conhecê-lo e amar o que escreve. Logo, adoro você, caríssimo amigo!
Grande beijo. Saúde Paz e Felicidade em 2010!

Linda Simões disse...

Amigos são universos!

...



Gilberto,bom mesmo encontrar Nel mezzo del cammim e conhecer tuas poesias,teu universo.


Amigos são universos!


Um beijinho e obrigada pela

presença.

Priscila Rôde disse...

Universo esse seu que adoro!
Pontes para o amor, para a poesia viva.

Um beijo enorme no seu coração!
Sinto a alma que vive nesse blog!

Cris França disse...

e isso é apenas a metade do caminho...bjs

Deficiente Ciente disse...

Que saudade de você, meu amigo!

Você pode dar quantas opiniões quiser, todas serão bem-vindas! Procurarei postar mais textos, sobre minha história de vida.

Meu amigo, não tenho dúvida que nel mezzo del cammim possua personalidade e alma, pois ele é você. E através de nel mezzo del cammim, você cativa, traz mensagens de amor e paixão, instiga a imaginação e traz alegria para os que perderam o encanto da vida.

Você não imagina o quanto estou feliz por ter tido o prazer de conhecê-los! Parabéns e obrigada!

Abraços!
Vera

Regina disse...

Querido Gilberto,

Com certeza que todos os blogs têm alma própria.. é uma parte de nossa alma, nossa essência...

E Nel Mezzo del Cammim é uma dessas raridades virtuais que encontramos no meio do caminho e você, meu amigo, uma raridade que inspira, que fascina e que faz sonhar!!

Agradecemos à Deus por este encanto!!

Beijo!