segunda-feira, 5 de outubro de 2009

ESTILHAÇOS I

Sois belas, mas vazias, disse ele ainda. Não se pode morrer por vós. Minha rosa, sem dúvida um transeunte qualquer pensaria que se parece convosco. Ela sozinha é, porém, mais importante que vós todas, pois foi a ela que eu reguei. Foi a ela que pus sob a redoma. Foi a ela que abriguei com o pára-vento. Foi dela que eu matei as larvas (exceto duas ou três por causa das borboletas). Foi a ela que eu escutei queixar-se ou gabar-se, ou mesmo calar-se algumas vezes. É a minha rosa.


Vous êtes belles mais vous êtes vides, leur dit-il encore. On ne peut pas mourir pour vous. Bien sûr, ma rose à moi, un passant ordinaire croirait qu'elle vous ressemble. Mais à elle seule elle est plus importante que vous toutes, puisque c'est elle que j'ai arrosée. Puisque c'est elle que j'ai abritée par le paravent. Puisque c'est elle dont j'ai tué les chenilles (sauf les deux ou trois pour les papillons). Puisque c'est elle que j'ai écoutée se plaindre, ou se vanter, ou même quelquefois se taire. Puisque c'est ma rose.

Trecho de O PEQUENO PRINCIPE, Exuperry




Qual é a maior história de amor do mundo? Penso que nenhuma! Não existem questões de tamanho no amor! Todos os amores são importantes, maravilhosos....




Mas a história de amor que mais me surpreende é a de Dante pela Belle Femme Beatriz, ela transcendeu a própria vida. Dante foi vê-la no Paraiso. (Gilberto)






DEUS foi arquiteto em todos os momentos de sua obra magnífica. Ah! Mas DEUS foi POETA no exato instante em que criou a MULHER!!! (Gilberto)







Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas, que estão diante de cada janela, uns dizem que essas coisas não existem, outros que só existem diante das minhas janelas, e outros, finalmente, que é preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim. (Cecília Meirelles)

6 comentários:

Fatima disse...

Gostoso Demais
Nando Cordel / Dominguinhos

Tô com saudade de tu, meu desejo
Tô com saudade do beijo e do mel
Do teu olhar carinhoso
Do teu abraço gostoso
De passear no teu céu

É tão difícil ficar sem você
O teu amor é gostoso demais
Teu cheiro me dá prazer
Quando estou com você
Estou nos braços da paz

Pensamento viaja
E vai buscar meu bem-querer
Não posso ser feliz, assim
Tem dó de mim
O que é que eu posso fazer

Eu sei, eu sei, muito trabalho. Mas eu tenho que reclamar se não não sou eu.
Bjs.

Mahria disse...

Qual a maior história de amor do mundo? Carnal? Não, nunca houve, nao acredito em histórias de amor.
Mas nos versos das Cecília Meireles
eu acredito.


Bjs
Mah

Giselle Costa disse...

Que barato, tenho o livro do Pequeno Príncipe em frances, ainda estou aprendendo mas adorei ver as duas versões em seu post.

Genial !

Abs,

Cris França disse...

adorei a parte do pequeno príncipe, simple e fabuloso. bjs meu amigo!

Paulo Ka disse...

Oi Gilberto,

Tudo bem?
Eu tenho o livro do Pequeno Príncipe, mas li há tanto tempo atrás, acho que era criança ainda. Deu vontade de caçá-lo na prateleira e ler novamente, pois não lembro desses versos aqui citados terem me impressionado tanto quanto agora. Dizem que a maior história de amor ainda está pra se contar (RS), porém se fosse pra escolher uma, pode até soar como um clichê ou tema de música (do Jorge Ben que eu adoro...) eu diria que é a história do amor do imperador Shah Jahan por sua esposa Mahal que morreu após dar à luz ao 14º filho do casal. A construção de um mausoléu em memória dela, é o tão conhecido Taj Mahal. Sou suspeito pra falar pq adoro essa história, rs.

Abraços
Paulo Ka

Regina disse...

Querido amigo, que belo ficou este post!

Sempre muito prazeroso vir aqui... é um momento mágico, no qual posso sonhar e apreciar o que há de belo nesse mundo tão louco em que vivemos...

Grande beijo!