segunda-feira, 4 de outubro de 2010

SONETO DO CORAÇÃO ARDILOSO

Me escondo atrás de paredes irreais,
Belas cortinas penduro em janelas virtuais.
Todo o Solar emoldurado com belos vitrais,
Cortinas na sala, brinquedos nos quintais.

 
Ah! Doce fantasia que criei para me animar,
O coração é um órgão difícil de explicar.
Tanto te amei, não lhe tinha, não me querias,
Agora me queres, te tenho, não te amo mais!

 
Crio então estas diversas ilusões sensuais,
Vivo este amor que me entristece demais,
Um amor de mentira, engodo, hipocrisia salaz.

 
Coração, Solar enganoso, por quem me tomais?
Às mentiras de amor me obrigais, me enviais?
Será que amá-la de novo, jamais serei capaz?

21 comentários:

Gislãne disse...

"Será que amá-la de novo, jamais serei capaz?"

as vezes o amor volta , mais caloroso e as vezes mais frio e outras vezes não faz questão de retornar.

:)

Lindo poema.

Mari Amorim disse...

Gilberto,
Um soneto como esse,e ler sentir,e ter vontade de agredir o fake kkkk
Excelente!Vinicius deve estar rolando no esqueleto de inveja!
que a paz interior e bons pensamentos alcançando saúde perfeita e luz,
boas energias sempre
Mari

Cris França disse...

é triste viver de mentiras...bjs mon ami

Colecionadora de Silêncios disse...

Gilberto, querido... que soneto belíssimo vc fez!

Amei cada estrofe dele! Quanto estilo! Quanta delicadeza de ritmos e rimas... lindo mesmo! parabéns!

O tema chamou-me a atenção... e fiquei a pensar: Por que é que a gente só existe quando deixa de existir pra alguém? Por que é que o amor às vezes marca esses desencontros com os nossos corações?

Profundo... adorei!

Beijos

ValeriaC disse...

Gilberto querido...seus versos muito bem escritos de uma situação tão difícil...amar e não ser amado e daí então, tudo muda...ser amado e não mais amar...o amor parece que gosta de nos envolver em dilemas...
Tenha uma linda semana...beijos...
Valéria

Chica disse...

Claro que serás capaz!Lindo! abração,tudo de bom,chicA e linda semana!

Chica disse...

Claro que serás capaz!Lindo! abração,tudo de bom,chicA e linda semana!

Uni ver sos disse...

Olá, Gilberto!

Não é de hoje que este teu olhar felino me atrai!

Obrigada pelas carinhosas palavras deixadas em meu blog!

Teu soneto é sentido e compreendido, há coisas que não se explicam,

Beijos poéticos!

Lua Nova disse...

Ainda bem que existe a poesia para que possamos extravasar a aflição pelas sombras que nos invadem. Esse poema mostra, lindamente, quantas contradições podem existir dentro do coração da gante.
Beijokas.

Cria disse...

Grandiosa expressão, Poeta querido ... Com um final DES LUM BRAN TE ! Beijos, obrigada pela presença e carinho.

Fatima disse...

Crio então estas diversas ilusões sensuais,
Vivo este amor que me entristece demais,
Um amor de mentira, engodo, hipocrisia salaz.

Isto não é amor Gilbertomeuzinho!
Bjs.

Marilu disse...

Querido amigo, muitas vezes o coração nos prega peças. Beijocas

Pat. disse...

O coração é uma caixinha de surpresas! Muitas vezes ele nos faz acreditar no que não queremos, e outras, deixamos de acreditar no que seria bom... de qualquer forma é lindo o sentir.

Deixo um beijo carinhoso e meu muito obrigada por teu imenso carinho comigo. És um querido que adoro ler e reler!

Pat.

*lua* disse...

Coração ardiloso, nos enlouquece amando justamente quem não nos ama e nos tornam criaturas obscuras quando do desejo saciado, parte sem escrúpulos para uma nova caminhada carregando em si sentimentos morbidamente putrefados e mentirosos em nome de posse!!!

Amei Gilberto, como sempre!

Deia disse...

Gilberto, que triste destino de um amor tão desejado. Parece-me que foi mais idealizado do que real... Que o personagem encontre o caminho certo para voltar a ser feliz e liberar sua companheira para que ela também busque sua própria felicidade. Excelente soneto! Um beijo, Deia.

Valéria Sorohan disse...

Sempre vale um recomeço.

BeijooO*

lis disse...

O coração tem desejos inexplicáveis.
quem diria?
ele confunde paixão com amor ,quando esfria ,a paixão se vai... rs
bonito soneto desse coração ardiloso.
Gosto Gilberto
deixo carinho e abraços

Sonhadora disse...

Meu querido
Lindo poema, sentido...vivido.
Por vezes o amor volta, se não real...em sonhos.

beijinhos com carinho para ti.

Sonhadora

Curiosa disse...

Os caminhos que tomam nossos corações: deixam-nos perplexos ...
Só nos resta acatar ...

:: Mari :: disse...

Belo, belo, belo... mui mui mui mui belo!

Querido Gilberto,
Obrigado pelo comentário no blog, cada palavra escrita faz uma imensa diferença... bálsamo na alma que estava um tanto inquieta, grata pelo carinho.
Saiba que é recíproco.

Bjos

Vera (Deficiente Ciente) disse...

Viver um amor de mentira, é não viver, é não dar a chance de ser feliz e de se amar.

Belíssimo soneto, meu amigo!

Beijos e um excelente final de semana!