segunda-feira, 3 de maio de 2010

O GRITO DENTRO DA NOITE


Ouvi um grito na noite,
Na noite, ouvi um grito.
Desesperado,
Doído, sofrido.
Um grito dentro da noite.


Foi na madrugada,
Quando a noite sossegava,
Quando todos dormiam.
Fiquei atento, expectativa,
Ouvi um grito na noite.


Prestei mais atenção,
O grito dentro da noite.
Achei estranho,
Estranho sempre seria,
O grito bradava meu nome...


Mas não havia raiva,
Ódio ou rancor.
O grito que clamava meu nome,
O grito dentro da noite,
Chamava-me com amor...


Meu corpo arrepiou-se.
Não foi o frio da madrugada.
Entendi... Entendi...
Entendi o grito na noite,
Era você quem me gritava!



Subi o mais alto que pude.
Olhei dentro do olho da noite.
Enchi os pulmões e gritei.
Um grito dentro da noite.
Era seu nome que chamava.

8 comentários:

A menina que queria ficar no lugar do girassol disse...

É meu querido, depois de ter passado algumas tempestades e ter rasgado as palavras ao vento, conseguir retornar.
Primeiro começei a demostrar mais o amor que eu sinto por Deus e então surgiu uma outra nova criatura, (essência pura e total, invenção de Deus), isso me motivou e me fez juntar todas elas e transformá-las em verso de amor outra vez, as vezes eu não sei se escrevo pra Deus ou pra ele (essa nova essência de Deus), nem tenho explicação para a dimensão desse senrimento que cresce em mim, e nem nome para esse sentimento, é uma pena que essa nova invenção não saiba das intenções do meu pobre coração, mas hoje mais do que nunca deixo nas mãos de Deus, nada de dá uma mãozinha pra Ele. Ele sabe de todas as coisas e por isso sabe o que fazer!
Meu amigo volte sempre mesmo, sua visita é sempre uma alegria para mim, não deixe que as palavras lindas sumam entre a tempestade, e mesmo que sumam, das poucas que restam você faça poesia todo dia, rotina boa essa de levar amor, poesia quando é todo dia nunca é rotina, ser romantico, demostrar amor é sempre uma forma de fazê-lo crescer cada dia mais lindo e com formas variadas de ver sempre o que é mesmo belo. Viva o amor!
Abraço!

Gorete . SoLua disse...

Deliberar os sentimentos interiorizados é o alivio que a alma necessita...

Beijos :)

Silenciosamente ouvindo... disse...

A poesia sempre constante nos
blogues.
A poesia está viva.
E já dei por pessoas que há
anos se diziam já desinteressadas
da poesia, voltarem à poesia.
Parabéns pelo seu blogue.
Irene Alves

Gilson disse...

Gilberto

Gostei muito do seu Blog, do seu trabalho e essa poesia do post é muito expressiva.
Vou te seguir a partir de hoje e fique a vontade para conhecer meu blog.

Abs

Olavo disse...

Um poema perfeito.Parabens
Abraços

Cris França disse...

não quem cale o coração, quando ele quer falar e esse pode ser ouvido até nos confins da Terra, para quem sabe escutar.
beijo e um lindo dia!

lis disse...

Oi Gilberto
Sabe que fiquei preocupada em ter mandado algum comentário estranho e nao ter agradado, porque voce demorou muito pra voltar rs mas entendo perfeitamente essa vida corrida e são muitos os afazeres , o blog nao pode tomar todo nosso espaço, senao sufoca.
Obrigada Gilberto, gostei da sua ida lá. E ano se preocupe, volte quando der, ok?

abraços

marcia disse...

oiii Gilberto!!
seu blogue esta lindo como sempre parabéns,adorei...bjsss