quarta-feira, 26 de novembro de 2008

POR QUERER TANTO AMAR

Não quero mais o amor aos pedaços,
Servido aos bocados nesta mesa frugal do destino.
Não quero mais sonhar com o prometido,
Viver pelos cantos da vida suspirando
Êxtases que nunca vieram se entregar a mim.
Não quero mais me banhar solitário de luar.
Não quero mais aquecer meu corpo frêmito de desejos,
Com lençóis brancos em escuras madrugadas.

Quero....Quero o corpo que me foi destinado,
O corpo por mim ansiado,
O corpo que está escondido no desejo do destino.

Quero...Quero o espírito feliz e divertido,
O espírito para mim predestinado,
O espírito que fará de mim, novamente, um menino!

E, se assim, não o puder ser.
Se novamente, meus sonhos forem usurpados,
Se todas as minhas vontades forem sufocadas pelas contingências.
(Malditas contingências!)
Calarei-me então! Humilde e sereno.
Beijarei meus sonhos,
Abraçarei meus desejos,
Farei amor com as madrugadas que, fiéis,
Virão me visitar.
E, quando um dia, a morte vir beijar meus
Lábios róseos e virgens de amor,
E sorrindo, abrir seus longos braços.

Abraçarei e dançarei com ela,
Fazendo troça do passado,
Tratando com desdém o presente,
Rezando para estar no além,
O amor que essa vida negou-se a me dar....

....Esse amor completo, em corpo e alma!!!!

3 comentários:

katiasam disse...

É notório que não estamos habituados a amar e ser amados com migalhas. Quando o fazemos nos entregamos por completo e desejamos que no mínimo sejamos retribuídos com a mesma intensidade que dedicamos a cara-metade. Só assim para que tudo flua naturalmente e siga seu curso. A vida é mais fácil de se ser vivida se tivermos um grande amor... Acredito que a todos nós há alguém destinado. Não nascemos para ficarmos sozinhos. O amor verdadeiro nunca acaba. Ele é real, palpável, basta acreditarmos...Estarmos receptivos e preparados... Beijo no seu coração...

G I L B E R T O disse...

Meu querido Meu!!!

Poderias acusar meus comentários acerca de você como comprometidos e contaminados pelo amor exacerbao que sinto por tí.
Não poderia jamais me defender destas acusações já que reconheço de público que são todas elas verdadeiras, se então, for esse meu pecado maior e que tiver de morrer por isso, por gentileza, acendam-se todas as fogueiras! Queimarei amando-te!!!!

Mas, devo também confessar, quando falo em amor, nesta modalidade tão especial de amor entre irmãos de sangue, espírito e amizade, classe extraordinária que é a nossa, tu tens parcela especial e importante nisto - através de tí, ou primeiro por você, aprendi a amar (junto com Mammi e Pappi)...

Meu coração para você, cheio de beijos, abraços e saudades, meu amor!!!

katiasam disse...

Obrigada pelas tuas palavras...
Jamais saberia viver sem saber que você não estaria mais entre nós... por isso afaste-se o quanto puderes das fogueiras... Deixe apenas arder nelas os sentimentos que não têm nada a ver conosco e que nos fazem sentirmos solitários em meio a estes encontros e desencontros que a vida teima em nos proporcionar... Já que falas em amor, amo-te hoje mais que ontem e amanhã mais que hoje e assim sucessivamente...também tenho saudades...