sábado, 15 de novembro de 2008

FRAGMENTOS DO DIÁRIO NUNCA ESCRITO POR MIM


[...]
Certo sempre esteve Henrique, o Duarte, o Pensador de Culturama; a sabedoria, acreditem todos vocês, por vezes, vem envasada nos potes mais jovens; este sábio curumim culturamense disse-me isso um dia, em letras vestidas de itálico: "A vida pode ser bela quando a gente aprende a fazer o tempo"...

[...]

3 comentários:

Henrique disse...

Se eu dizer que me emocionei, se eu dizer que meus olhos queriam derramar uma lágrima de felicidade, que no entanto eu a segurei, não sei porque, mas a segurei, preferi sorrir, e me imaginei te dando um abraço.

Obrigado por me citar, fico feliz, lisonjeado, não sei muito como agradecer por isso, aliás, nem sei se sou merecedor.

De qualquer forma, OBRIGADO!


abraços

Henrique disse...

Ah! depois de agradecer, eu esqueci de dizer, que sinceramente eu não me recordo de ter dito isso à você, mas de qualquer forma, a minha felicidade só aumentou, pois você lembrou dessa frasa... =D

G I L B E R T O disse...

Henrique

Na verdade, esta frase é composição de duas frases tuas, ditas em momentos distintos, através de scraps, no KUT.
Por isso, a frase vestidas de itálico, porque, no KUT, geralmente, usas scraps em itálico...
Dissestes-me esta frase, sim, separadamente, mas ela é tua... e sábia, por sinal!!!


A parte do tempo é nós que fazemos, voce me disse quando discutiamos a viagem para SAMPA, lembra-se????

ABraços, meu querido!!!

PS. REvirando antigas crônicas, vi esta bem antiga e lembrei-me de você, conforme me dissestes uma vez, indo filar uns doces de teu VO, o grande SEO NEGO, lá, vizinho da casa de meu tio!!!

Na verdade, o guri desta crônica, lembrou-me você pequenino....