sexta-feira, 2 de abril de 2010

SONETO QUE CANTA SAUDADES SUAS

Senti saudades de ti ontem, minha querida,
Nas segundas horas da noite,
Quando todas as coisas estavam adormecidas,
E tua falta torturava meu coração com um açoite.


Não reclamo desta dor que me fustiga
O amor é uma benção em nossa vida,
Ainda que não se complete, e o incompleto, castiga,
Com metade, sobrevivo; o nada, invalida!


Eu te espero com fúria num desejo denso,
Todo o meu corpo anseia e suplica o teu,
Selvagem é sua fome; Seu querer é intenso!


Mas, meu coração sabe que voltarás e, por isso,
A paz e o sossego vivem no espírito meu!
Amar você é meu maior e melhor compromisso!

7 comentários:

Me disse...

que lindo Gilberto!
esperança é uma benção, sempre!
quero desejar-lhe uma Páscoa iluminada a vc e sua família!
bjo

Maria das Graças disse...

Gilberto,
que bom sentir saudades,ter esperanças em um dia iluminado em nossa vida, com o compromisso maior de amar anguém.
Salve a esperança e o amor! Que assim seja.

Feliz Páscoa a você e familiares.

Um afetuoso abraço.

Cris França disse...

que bonito Gilberto!

Um desabafo em forma de soneto.

Passando por aqui pra desejar-te feliz páscoa.

Que possamos nos renovar nesses dias.

beijos

ROSANA VENTURA disse...

Esperança...!
lINDO DEMAIS.
BOA pÁSCOA!
BJOS

Priscila Rôde disse...

Uma certeza que traz a paz de espírito tão sonhada! rs
Lindo Gil.

Um beijo.

Teté disse...

Lindoo ,ameii muitoo !
Parabéns seus textos são muito poeticos ,
e me faz viciar no seu blog.

bjos'

Patricia disse...

Que lindo Gilberto... Posso mandar para meu namorado pelo meu blog? É óbvio que vou cocar a autoria e aproveitar para divulgar seu poema... Posso? Diz que sim vai... rsrsrsr.
Beijos.