segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Nos próximos dias estarei publicando uma série de poesias de minha autoria, todas elas escritas a algum tempo atrás, em fases distintas da minha vida. De certa forma, faço isso para relembrar como eu fui e como sou hoje, para entender os caminhos que percorri que me trouxeram até o que sou hoje. Gosto da fase que é representada pela poesia CAVALGAR, ainda que tenha apreço pela categoria de poemas que se personificam através da publicação de SE FORES PARA ME ESCREVER... Uma mais inocente, outra mais picante, mas ambas sendo os dois lados de uma mesma moeda: EU!
POrque somos mesmo assim, uma dicotomia, uma ambiguidade, sagrado e profano, anjo e demônio, inocência e devassidão, tudo habitando o mesmo corpo, simplesmente aguardando o momento certo para eclodir.
Não gosto e nunca quis mascarar minha personalidade, e ninguém devia fazer isso. Somos todos muito belos para ficar nos escondendo atras de regras e conceitos sociais impostos pelos outros. Existirá sempre alguém que saberá nos apreciar belo como realmente somos, porque fomos feitos para alguém que está aí fora nos esperando.
Não se engane, nem eu, nem vocês mesmos, de que não tenhamos defeitos - temos, e muitos! E isto não atenta contra nós próprios. Somos humanos e por sermos humanos, os erros vêm com a gente. Então, não serão eles que nos diminuirão, o que nos reduzirá será a forma como nós lidamos com eles. Se o encararmos e tentarmos domá-los (assim como nossa personalidade) estaremos sendo bons e nos fazendo melhores. Contudo, se, ao contrário, nos deixarmos levar por nossas falhas e pelas variações negativas de nossa personalidade, certamente, o caminho que isto nos conduzirá será igualmente imperfeito - a nossa estrada, somos nós mesmo que construímos.
Convido-os então para esta viagem lírica ao meu passado de poesia, um tempo em que elas estavam mais presentes em mim... Hoje em dia, praticamente não escrevo mais poesia, elas fugiram para um lugar, estão em exílio em outro universo que não mais me pertence.
Um beijo em vossos corações!

2 comentários:

Regina disse...

Caro amigo...

Muito bonito seu dom de escrever...

Passamos por várias fases em nossas vidas e, cada uma delas, são especiais... e representá-las através de poesias é algo muito sublime e uma forma muito delicada e bela de expor o que se vai na alma...

Quanto a ser verdadeiro, concordo contigo... Temos nossas qualidades, defeitos... e no fim, devemos agradecer as pessoas que não nos compreendem, não nos aceitam exatamente como somos, pois estas, não acrescentariam nada em nossas vidas...

E, nada melhor do que convivermos com pessoas que têm o mesmo objetivo, os mesmos anseios para que havendo a troca, possamos evoluir e crescer cada dia mais...

Tenha uma linda semana!!

Beijos no seu coração...

splendid disse...

con5462
ice6871
hack7456
fated6742
load3547