quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

A PEQUENA PRINCESA E A PAMONHA



... e ela me olhou com aquele rostinho inocente e lindo e perguntou-me do alto de sua ingenuidade.



- Pai, qual a diferença da pamonha salgada para a doce?



- ...



Olhei para minha princesa questionando até onde ia a verdade em sua pergunta... E a verdade estava lá, toda ela, firme como carvalho em seu sorriso fincado com raízes curiosas em sua face de menina, toda ela envolta em um brilho de expectativa. Sua verdade chamava-se inocência!



- Não muita diferença, minha filha! Não muita... Na pamonha salgada eles põem sal, na doce, açúcar...



Ela me olhou algo espantada consigo próprio.



E, juntos, estouramos nossa alegria numa grande e intensa gargalhada...

11 comentários:

G I L B E R T O disse...

Post coments:

Dois fatos para serem comentados:

1) Esta história aconteceu de verdade, numa bela e maravilhosa barraca de fabrico e venda de pamonhas, que fica no Barreirão aqui em Fátima do Sul - vendem-se pamonhas e produtos feitos a base de milho maravilhosos lá... Minha neguinha princesinha linda, perguntou assim, e, num primeiro instante, acreditei até ser brincadeira dela... Aí continuei a brincadeira dando aquela resposta óbvia e a gargalhada que se seguiu foi deliciosa, minha e dela e do Thy, o pequeno principe, que chamou a atenção de todos que estavam dentro da barraca.

2) estou de volta, o PC passou por duas formatações, a fonte não está boa, mas vou seguindo em frente, estou com muitas saudades de todas voces, e dos meus blogs queridos, hoje inicio minha peregrinação e vou lendo tudo o que perdi nestes quinze dias e comentando. Agradeço a paciência que tiveram comigo e pela força que me deram - Voces são uns amores, minhas linda e queridas amigas!

P.S P.S Acabei, Graças a Deus, os trabalhos que estavam me tirando o sono, entrego o ultimo hoje, antes do prazo final do dia 05 próximo.

Arre! GRatias a Dio mio!

Abraços e beijos em vossos corações! e me aguardem, eu chego por aí...

Glorinha Leão disse...

Oba, vc voltou?
espero ansiosa por seus comentários...são sempre supimpas!
E que graça essa estorinha...nada como as crianças, até sendo galhofeiras são sem malícia nenhuma...debocham da gente com carinha de anjo...
Uma delícia de ler essa peça que te pregou tua filhinha...
Beijos e mais beijos meu querido amigo!

Fatima disse...

Tão fofa sua princesinha!
Que bom ter vc de volta Gilbertomeuzinho.
Bjs.

Maria das Graças disse...

Oi Gilberto que ótimo você estar de novo nos encantando com suas postagens.

Que delícia ler essa história da sua princesa. As crianças na sua vivacidade e inocência...

Um grande abraço.

Regina disse...

Gilberto, meu querido!!!

Estourei-me aqui também com uma imensa gargalhada!! rsrs... Me senti ali, compartilhando este momento com vocês e rindo junto desta resposta tão profunda que destes à tua princesinha!! rsrs...

Momentos assim, de ternura, simplicidade é que fazem a vida da gente realmente valer à pena... Nos faz refletir que não é necessário muito para sermos felizes!

Que bom compartilhar momentos assim com quem se ama de verdade e, acima de tudo, guardar estas lembranças desta forma tão singela...

Bom também tê-lo de volta, meu amigo!! No fim, tudo deu certo, o trabalho, o pc!...

Sinto que estás bem e isso me faz bem!!

Um grande beijo, meu anjo amigo!!

ROSANA VENTURA disse...

Que bom que voltou...fazes falta!!!!
kkkkk
E,quanto ao texto, criança tem cada tirada comica né!!!!
Sou tia de alguns anjinhos que me matam de rir com algumas coisas que fazem e..falam!!!!

Sonia Schmorantz disse...

Hoje gostaria de apresentar meu outro blogger, do wordpress, onde também ensaio meus rabiscos, gostaria da tua opinião:
http://schmorantz.wordpress.com/
um abraço

Graça Pereira disse...

Gosto destas cenas cheias de ternura
entre Pai e filhos, aqui, a tua Princesinha de carinha inocene fazendo estoirar uma boa gargalhada, daquelas que vêm da alma e têm o tinlintar finissimo do amor...
Fiquei imaginando a cena com um doce sorriso...
Beijos para os três.
Graça

DANIZINHA disse...

:) adorável!
E como é intensa na nossas vidas as pequenas coisas...e tudo acabou em gargalhada?! melhor ainda..;)


beijos

Priscila Rôde disse...

Que fofa! rs
Sigo feliz por sua volta.
Um beijo.

.Lis disse...

Oi Gilberto
Perguntas de crianças são sempre assim ingenuas e profundas.
A diferença entre o sal e o açucar ,um que adoça a vida e outro a tempera.
boa semana , bons abraços junto aos meus