segunda-feira, 28 de julho de 2008


Um processo de criação pode ser mais ou menos intimista...



... Comparando isto ao ato de cumprimentar um amigo: Se você o cumprimenta com um aceno ou aperto de mãos, estamos sendo protocolares, cerimoniosos; se o cumprimentamos com um abraço ou um beijo, estamos nos tornando mais próximos, como se desta forma, fossemos mais amigos. Sei que em ambos os jeitos, a amizade pode ter a mesma intensidade, mas a segunda forma nos torna mais humanas, assim penso!



Com a criação do mesmo texto, é da mesma forma!



Quando se cria à caneta, se está mais próximo a ele, o sentindo mais, sendo mais dele, ele sendo mais seu!!!!



Fazia tempo que não criava à caneta, o computador tomou diversos espaços em minha vida.



Estou grato ao texto "Amor à primeira vista", em parte por ter tido sua gênese em Maringá/PR; em parte, por ter me mostrado novamente o prazer que é escrever com caneta e papel às mãos.

3 comentários:

line of credit disse...

Oh my.. this is the best blog.


line of credit

G I L B E R T O disse...

Aos amigos e leitores do Blog aviso que não conheço a procedência deste ultimo comentário, então, não recomendo que cliquem em seu link!

O motivo para mantê-lo aí, não nego, é a vaidade de ter um elogio em inglês, ainda que a procedência seja-me desconhecida.

Permito-me, talvez, por tola vaidade, dar o benefício da dúvida, que o link seja digno e de confiança.

lindinha disse...

Olá meu querido amigo poeta!Adoro visitar o seu blog e ver que sempre tem coisas lindas ,esse é o meu querido poeta GILBERTO!!!BEIJOS...