domingo, 17 de junho de 2012

O SER PERFEITO


Eu queria mesmo é me debruçar sobre o seu corpo.
Debruçar sobre ele da mesma forma que um artista se lança em sua obra.
E que não houvesse o tempo e sua ditadura de limites.
Que não se falasse de eternidade, pois eternidade seria apenas uma lacuna.
Que não houvesse realmente nada que senão nós mesmos,
e que a única coisa que nos separasse fosse a nossa nudez completa.


Eu tenho em mim todos os beijos.
São tantos os abraços que eles transbordam em mim.
Não te falo de desejo, veja-o em meus olhos.
Minhas mãos estão carregadas de energia
e meus toques desgarram eletricidade sobre sua pele.
Sua pele! Eu sinto o seu frescor, sua maciez, seu cheiro,
mesmo quando não a toco!
Eu bebo teus suspiros e conheço cada um deles.
Eu possuo a chave que abre as portas de seu prazer.
Meus olhos sabem de cor o mapa que leva a esta maravilhosa mina,
teu prazer me é mais caro que diamantes e rubis.


Quando te beijo ou te toco e teus olhos se fecham,
abre-se em mim uma consciência de que tudo sei sobre voce.
Beijo teu pescoço com o carinho de um poeta.
Teus lábios sugo com delicadeza e força,
nesta hora a ambiguidade é sempre uma benção.
Tuas costas são a planície para meus dedos mais travessos.
E teu corpo recebe o aperto do meu.
Eu esmago num abraço em voce todas minhas vontades.


E quando surgem os dois maravilhosos montes,
Alvos como a areia do deserto,
róseos como a rosa mais linda do jardim de nabucodonosor.
Eu me lanço a eles com dedicação perfeita.
Eu os beijo, os toco, os sugo, e eles se crispam
respondendo deliciosamente ao meus estímulos.
Seus seios foram feitos à imagem dos seios de Afrodite.
E os amo tanto que esse amor somente não é maior
que o resto do meu amor por voce inteira!


E, entre tantos carinhos, tua rosa exala um perfume adocicado.
E a olho e seu V de deliciosos contornos
mostram que é o mesmo V da própria Vênus!
Eu beijo tua rosa!
Ela se oferece!
E quando invado teu jardim
com minha fúria masculina,
Seu gemido se mistura ao meu!
Seu gozo se mistura ao meu!
E nessa hora não existe mais o seu ou o meu!
Somos finalmente um!
Somos perfeitos juntos!

6 comentários:

Th@iná disse...

Nossa,sem palavras!!
Estonteantemente belo,rico,apaixonante e emocionante.

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

lindo ,sensual ,emocionante etc...........
UFA!!!!!!!!!
BEIJO

Marilu disse...

Querido amigo, amor a flor da pele, sensual, doce, lindo poema. Beijocas

tereza disse...

Oi Beto, que dizer diante dessa perfeição de poema, fiquei sem palavras, meus parabéns mais uma vez.

grande beijo

Cris França disse...

Gil, Gil, Gil...

estás sempre se superando...

este texto, é feito pão, sacia-nos ao mesmo tempo que nos deixa a vontade de querer lê-lo outras mil vezes, sem nunca cansar-se ou enjoar-se do sabor das palavras.

absurdamente lindo!

beijos

URBAN.GO disse...

Oi amigo!
Sei que passas-te lá no Face, agradeço, mas vou "avisando" que é muuuuito raro lá passar, não faz muito o meu género.
Quanto à visita ao Porto, avisa quando acontecer, quem sabe dá para nos conhecermos melhor.
Abraço, bom fim de semana.