domingo, 5 de setembro de 2010

A SENHORA E A ARMADURA

à Mamãe, amada!

Ela acorda logo após o ultimo pio de coruja, imediatamente antes do primeiro cucuritar do galo cujo mister é anunciar para os quatro cantos o novo dia que nasce.



Levantou-se determinada, sem delongas, tendo em mente toda a agenda do exaustivo dia já sincronizada na consciência. Colocou uma vasilha com água no fogo, foi ao banheiro e lavou-se demoradamente, higiene para ela nunca foi um exagero. Saiu, a água já fervia, colocou o açúcar, o pó de café, coou e o cheiro forte da bebida acariciou seus instintos – sorriu, o café é mesmo fundamental.



Encheu uma xícara e tomou ali mesmo, de pé, olhando a noite agonizante pela janela da cozinha, foi neste instante que o galo anunciou oficialmente o novo dia.



Ela foi para o quarto e escolheu sua roupa, sempre limpa e cheirosa, simples e elegante. Vestida, preparou a mesa para um lauto café da manhã para os que acordariam mais tarde: frutas, bolinhos, biscoitos, torradas, café, frios, margarina, tudo bem cuidado, tudo carinhosamente preparado.



Foi para a velha estante e pegou a Bíblia Sagrada que ficava aberta em todo o tempo no ponto nobre da casa, um livro que se percebia facilmente que era muito lido; tomou-o com lágrimas nos olhos e o leu novamente com a mesma fé ardorosa da primeira vez, abençoando a si e a todos os seus. Ao terminar a leitura, era como se houvesse colocado uma armadura e estava pronta para todas as árduas batalhas do dia.



Foi ao primeiro quarto e viu as crianças, os netos, atirou-lhes silenciosamente um beijo em suas faces; no segundo quarto, o filho e, ao seu lado, o livro que com ele adormeceu na noite anterior, beijou-o com a ponta dos dedos, abençoou-o, virou-se, abriu a velha porta de madeira da sala e saiu para a rua e a amarga rotina, feliz e decidida. Desapareceu na escuridão assim que deu os primeiros passos, a noite ainda resistia lá fora...

24 comentários:

Marilu disse...

Querido amigo, tenha uma linda semana..Beijocas

Nina disse...

Nossa... que profundo...

Você leva jeito pra essas coisas. Muito lindo o texto.

Parabéns!!!!

Pat. disse...

Gil, tu és um encanto nas palavras... toca bem lá no fundo do coração!

Tudo que escreveu neste texto faz parte da maioria das mulheres. Sensibilidade e força! É isso que vi aqui.

Beijos com carinho e admiração.
Boa semana e feriado.

HSLO disse...

Lindo demais...genial.


abraços
de luz e paz

Hugo

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

Amigo querido essa aí que descreveu somos nós, a maioria das mulheres que amam suas família,mas que somos obrigadas a sair no romper do dia para cumprir nossos deveres!
Amei esse texto!
beeeeeeeeeeeeijo

legalmente loira... disse...

querido gilberto,
Vim aqui retribuir teu carinho e me deparo com mais uma beleza de postagem.......lindo texto
Obrigado por tuas visitas e um excelente
feriado, rita loira.
Beijos

Cria disse...

Maravilhoso, poeta amigo !! Beijos, uma linda semana pra ti.

Sonhadora disse...

Meu querido
Um texto maravilhoso...muito terno.

Deixo beijinhos
Sonhadora

Fatima disse...

Gilbertomeuzinho,
cinematografico seu texto e maravilhoso tb.
Bjs.

SolBarreto disse...

Lindo!
De uma sensibilidade, um carinho...que poucos conseguem colocar em palavras...a dedicação, o amor que a mulher carrega em si, assim como a força, a garra e coragem pra enfrentar o mundo se nescessario for...
Eu como mulher, como mãe te agradeço de coração a sensibilidade de um texto assim!

Lua Nova disse...

Me senti dentro da casa, ouvi os sons, senti os cheiros, ouvi o galo e senti o cheiro de alvorecer... uma crônica dessas que estão dentro da alma da gente como uma memória atávica... somos a crônica e a vivemos...
Perfeita!
Parabéns, meu gato preto, vc foi magistral!
Beijokas.

Lua Nova disse...

Me senti dentro da casa, ouvi os sons, senti os cheiros, ouvi o galo e senti o cheiro de alvorecer... uma crônica dessas que estão dentro da alma da gente como uma memória atávica... somos a crônica e a vivemos...
Perfeita!
Parabéns, meu gato preto, vc foi magistral!
Beijokas.

Cris França disse...

Revestida da mais bela de todas as armaduras estão as mães, revestidas do amor, enfrentam o mundo pelos seus filhos.
lindo texto. bjs meus

PRECIOSA disse...

Adoro receber sua visita e comentário sempre tão carinhoso..
Sua poesia traduz o amor, isso é lindooooooo

Abraços
Preciosa Maria

PRECIOSA disse...

Adoro receber sua visita e comentário sempre tão carinhoso..
Sua poesia traduz o amor, isso é lindooooooo

Abraços
Preciosa Maria

Mari Amorim disse...

Oi!
Obrigada pelos comentários e apoio,perder um amigo é doloroso,e quando é parceiro literário,fica uma situação muito pior,porque as palavras tem o mistério do silêncio.
Opa que bom que aceitou o convite,vamos compartilhar dessa nova modalidade.
Quanto ao texto muito bem escrito,forte,mas tive não sei porque uma outra leitura,
Boas energias,sempre!
Mari
msn/e-mail:mafaldarebelde_7@hotmail.com

Mahria disse...

Feliz daqueles, que tem uma mãe intercessora, pois não existe amor igual e querer bem maior.


Lindo!


Beijos
Mah

Valéria Sorohan disse...

Que linda história, tão corriqueira em nossas vidas, mas tão detalhada que até captei momentos sublimes que meus olhos jamais veriam.

BeijooO*

Vanessa Monique disse...

A noite sempre resiste.
Axei triste, mas mt bem escrito.
Ótimo feriado.
@vanimonique
:*

ValeriaC disse...

Que linda crônica Gilberto...voce escreve de um jeito tão bom de ler...tem sentimento...passa a sensação...a emoção nas suas palavras...
Tenha uma linda semana querido amigo... beijos...
Valéria

Leca disse...

Achei o texto...

muito lindo...

Beijos

Leca

claudete disse...

Realismo? Se...revestido de muito amor e admiração pela figura da Mãe que sabe ser verdadeira!
O final foi simplesmente perfeito, bela homenagem! Beijos no coração.

Bruna. disse...

É preciso delicadeza na vida, é preciso fé. E eu precisava mesmo ler esse texto, e sentir esse beijo, esse abrigo que tanto me falta agora. Obrigada, meu novo amigo.
Ando sumida, nunca te agradeci pelas palavras que escreveste em meu blog. Agradeço agora e deixo um abraço com carinho.
Um grande beijo,
Bruna

Ester disse...

Olá!

Achei-o no blog da Mari Amorim e vim atraído pelo olhar felino,
seu blog é muito bonito! Textos de qualidade,
muito bom!
Pretendo voltar mais vezes!

Um abraço,