quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

AMOR E POESIA


Fez-lhe amor como a um devasso,
Como se fosse virgem e ingênuo!
Delicado, antes!
Selvagem, depois!
Arrancou dela sorrisos,
Gemidos,
Uivos,
Um grito, dois gritos,
Uma lágrima de prazer intenso!
Ele próprio, sentindo tudo isso!
E, colocou-a para relaxar,
As costas nuas
Repousando tranqüilas
No sossego do pós-amor.
Empunhou em sua mão
Uma caneta.
Riscou o nome dela em
Suas costas macias e lisas.
Ela, acordou, assustada.
Calma, amor!
Sussurrou com um beijo
Ao seu ouvido.
E escreveu em seu corpo,
Um poema!
Marcou-a com amor!
Marcou-a com poesia!
Excitada, ela pediu mais...
Ele, perguntou-lhe: Poesia?
Não, ela respondeu: Amor!!!
Olhou-a nos olhos...
Soltou a caneta...
Deitou-a...
A amou... A amou...
Enquanto recitava-lhe o poema!
E o êxtase atingiu a ambos, juntos...
Um êxtase feito de amor e poesia...

12 comentários:

Fatima disse...

Que poema lindo Gilberto!
Vc cada dia melhor.
Bjs, bjs, bjs.

Priscila Rôde disse...

Gilberto, assim você me mata! rs
Que lindeza, que beleza de poema!

Meus aplausos!

Beijo grande.

Glorinha Leão disse...

Ai, meus sais! Assim não há mulher que resista, meu amigo...já é quase 1:30 hs da madrugada e eis- me aqui lendo esse poema lindo e erótico, sozinha na frente desse teclado frio e inumano...meus sais, please!
Lindo, maravilhoso, felizarda essa tua musa!
Beijos amigo e boa noite!Depois de te ler, terei bons sonhos, com certeza!rsrsrsrs....

Cris França disse...

Confesso que me perdi em sua poesia meu amigo...
Linda, Romantica, e muito sensual.
beijos!

ROSANA VENTURA disse...

Esta com saudades de passar por aqui e me entupir de poesia!
Lindo demais!
bjos!

Glorinha Leão disse...

Gilberto, mon ami...você me presenteia sempre com seus comentários tão doces e delicados.
Sou uma privilegiada por ter amigo assim tão carinhoso e devotado.
Adoro quando abro meus coments e vejo vários dos seus, pois vc só deve fazer a leitura dos blogs nos finais de semana.
Sempre uma palavra amiga, um carinho, um afeto...te emocionei com minha homenagem a meus pais?
Pois nem queira saber como fiquei aquele dia...chorei tanto, acho que pus pra fora as lágrimas que não chorei esses anos todos...no dia seguinte, olhos inchados...
Mas expulsei meus demônios, amigo, fiz uma verdadeira catarse, um expurgo...ontem ainda estava cabisbaixa...mas hoje estou bem, renovada...e com suas palavras de conforto e aconchego, me sinto melhor ainda depois que o li.
Obrigada, mon ami, o homem que entende as mulheres...
Beijos e um maravilhoso fim de semana!

Álvaro Diogo disse...

Fala, camarada!

Tudo certo?

Vim pedir-lhe teu e-mail para enviar umas ideias que estou tendo para um possível projeto de versos e prosa em conjunto, que achas?

Aqui está o meu, aguardo um retorno.

alvarodiogo_st@yahoo.com.br

ah! bela poesia! XD

Valéria disse...

Nossa, adorei..li 7 vezes!

BeijooO

Regina disse...

Querido Gilberto,

Maravilhada com seu talento!

Poemas neste estilo exigem muita sutileza, sensibilidade, delicadeza e, acima de tudo, muito cuidado, para não cair na vulgaridade.

Eu, particularmente, acho muito difícil atingir este ponto, este limite entre ser sensual, sem ser vulgar, ser ousado, sem ser “escancarado”, entendes?!!

Digo isto porque o que tenho visto por aí, em alguns blogs, são “poetas” que escrevem contos eróticos e, não, poemas, como dizem... porque fica tudo “à deriva”, tudo à mostra, tudo “arreganhado” (com o perdão da palavra, muito feia, por sinal!! rsrs...) e, isso pra mim, definitivamente não pode ser chamado de poesia!!

Ao contrário do que tenho percebido em suas poesias neste estilo... de uma habilidade ímpar, um fascínio e uma beleza sem iguais... Atiça-nos a mente, provoca-nos, mas com uma delicadeza e amabilidade apaixonantes!

Parabéns, já é de praxe! Um dia, quero ver tudo isso publicado... incentivo e força você já tem aos montes por aqui e você sabe que desde o início, quando o conheci, sempre torci e torço muito por você!

Beijos mil e tenhas uma ótima semana...

Manuela Freitas disse...

Gil,
És um querido nos comentários que deixas no meu blogue, essa também é uma forma de dar amor, de fazer feliz a pessoa que te lê.
Por outro lado venho aqui e deleito-me com a tua poesia, com a subtileza com que abordas o erotismo,com a magia que têm as tuas palavras... e têm consequências meu querido!...
Beijos poéticos para o grande poeta e obrigada por seres meu amigo.
Manuela

cereja disse...

Lindo.

Linda Simões disse...

Lindo!

...

Marcar com poesia,amor.



...


beijoquinhas