terça-feira, 29 de janeiro de 2008

SONETO DO BEM QUERER!



Faço do cotidiano o altar,
Onde reverencio sua beleza.
Não passa dia, não passa noite.
Sem que essa idolatria aconteça!


Não existem maiores explicações.
Não existe lascívia nesse bem querer!
Não é um querer obstinado pelo te ter.
É um querer, simples querer, de te ver!


Porque não há prazer maior que te ver!
Pois sois bela de uma forma divina,
Corpo de mulher, graça de menina!


Como sou apaixonado por você!
Amor fora do espaço, dentro do tempo!
Coração, o regaço; eternidade, um momento!

Um comentário:

lindinha disse...

Nossa que lindo!Parabens meu queido amigo, sempre me surpreendendo...Continue a nos presentear sempre com suas belas palavras....beijos